Terra Querida
DESEJO DOENTIO

Casal suspeito de estuprar amiga da filha é preso

Eles confessaram que drogaram a menina para cometer o crime

27/09/2019 03h49
Por: Redação
Fonte: Jornal de Brasilia
295

Luciana Cristina, de 35 anos, é suspeita de dopar uma adolescente de 14 anos para o marido Marcílio Maximino, de 34 anos, estuprá-la. 

Segundo a polícia, a menor é amiga das filhas de Luciana e dormiu na residência, na última terça-feira (24). 

O casal teria combinado de dopar a garota antes de estuprá-la. Segundo a mãe da suspeita, ela soube do crime por meio das netas, que a procuraram desesperadas sem saber o que fazer para ajudar a amiga. 

Ainda de acordo com a mãe de Luciana, a vítima estava desesperada e com medo, não queria nem falar a mãe. Os suspeitos foram presos em flagrante e devem responder por estupro de vulnerável. 

O CASO

A vítima teria dormido na casa das amigas por conta do horário e da dificuldade em encontrar condução para voltar para casa. No dia seguinte, as meninas foram para escola e a menina teria ficado. 

Na parte da tarde, Luciana saiu para o supermercado e voltou com um refrigerante. Ela ofereceu a bebida para a menina que, depois de beber, percebeu que havia algo errado e começou a se sentir ‘grogue’ e com as ‘pernas bambas’. 

A jovem começou a ser acariciada pelo pai das meninas, que sugeriu que ela fosse para o quarto dele. A vítima passou mal e deitou na cama. De acordo com a polícia, algumas horas depois, a vítima acordou nua com o suspeito do lado. 

A jovem saiu do quarto e encontrou as amigas, que perceberam o nervosismo dela e chamaram a Polícia Militar, que encaminhou a menina para delegacia. 

Uma busca foi iniciada e eles foram encontrados fugindo em um carro. Em depoimento, Marcílio admitiu que tinha comprado o medicamento utilizado para drogar a vítima e combinou tudo com a mulher.

Luciana também confessou o crime.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.