Terra Querida
Futuro melhor!

Carille reconhece momento ruim e necessidade de melhora no Corinthians

Carille agiu com naturalidade e evitou palavras fortes

11/10/2019 06h53
Por: Leonardo Soares
Fonte: Gazeta Esportiva
34

Fábio Carille é técnico de futebol há menos de três anos. Já são quatro títulos conquistados à frente do Corinthians, mas na atual temporada o comandante alvinegro tem sofrido com críticas que abordam principalmente a qualidade das apresentações do time corintiano.

Levado a fazer uma autocrítica sobre o assunto durante entrevista coletiva na Arena de Itaquera, depois do empate com o Athletico-PR em que o Timão foi completamente dominado, Carille agiu com naturalidade e evitou palavras fortes.

“Eu vejo isso como muito normal, pelo tanto tempo que tenho no clube como auxiliar, lembrar de Tite em 2013, tinha sido campeão do Mundo, faz parte. É certo que temos de melhorar, crescer, tem margem, sim. O time tem oscilado muito, a volta da Copa América foi melhor, e com todas as dificuldades a gente está em quarto. A gente sabe nossos problemas, estamos trabalhando forte para o futuro”, afirmou.

“Eu mesmo estou me criticando, eu mesmo estou trabalhando, eu mesmo estou me cobrando. Acho muito normal, cria-se uma expectativa para ganhar tudo. Fui campeão paulista, mas não foi jogando bonito. Vejo isso muito normal, aqui a cobrança é grande mesmo. A melhora é com treino, é com vídeo, tudo. Não vai ter tanto tempo para treinar. O bom é que eu tenho um grupo consciente de que precisamos melhorar”, completou.

Se tivesse vencido o Furacão em casa, o Corinthians poderia até chegar à vice-liderança do Campeonato Brasileiro na próxima rodada. O tropeço novamente frustrou os planos e também mudou o discurso do técnico quanto à possibilidade do Corinthians ser campeão.

“Muito difícil o título. Impossível? Não, mas é muito difícil, ainda mais por aquilo que a gente está jogando”, reconheceu, antes de avisar que pode repetir a dupla Vagner Love e Mauro Boselli nos próximos jogos.

“É um sistema que eu acho que pode dar certo, mas que temos jogadores agudos de lado, de velocidade. Lá no Equador funcionou, hoje (quinta) já não funcionou. Com bastante treino, podemos jogar, sim”, avisou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.