URGÊNCIA E EMERGÊNCIA ODONTOLÓGICA
Unicef
Terra Querida
Clássico-Rei

Brasileirão chega à reta final e Clássico-Rei ganha peso de decisão

Rodada ajuda, Ceará e Fortaleza seguem com baixas chances de descenso e possuem histórico favorável. Mesmo assim, Clássico-Rei de domingo tem caráter decisivo para definição do cenário que os dois times encontrarão

Esporte

Esportenoticias e informações do esporte

05/11/2019 08h07Atualizado há 2 semanas
Por: Leonardo Soares
Fonte: Diário do Nordeste
28

Os jogos do último fim de semana sacramentaram a chegada do Campeonato Brasileiro à 30ª rodada. A primeira casa decimal na quantidade de partidas que cada time realizou liga o sinal de alerta nos torcedores espalhados pelos quatro cantos do País. A reta final começou pra valer! Agora restam somente oito jogos pela frente. Com o afunilamento, Ceará e Fortaleza seguem realizando contas para a manutenção na Primeira Divisão para 2020 e ambos começam uma semana decisiva e diferente para a definição do cenário na luta contra o rebaixamento.

Os resultados de tricolores e alvinegros, no sábado, não foram positivos. O Vovô foi derrotado por 1 a 0 para o Palmeiras, fora de casa, em placar absolutamente dentro da normalidade, mas que, pelo que foi o jogo - sobretudo com a polêmica de arbitragem na anulação do gol de Felipe Silva - deixou uma sensação de frustração.

Sobretudo pela distância na zona de rebaixamento, que caiu de três para dois pontos, já que o time de Adilson Batista segue com 33 pontos, na 15ª colocação.

O cenário, entretanto, não virou dos mais preocupantes pelos outros resultados da rodada. O CSA perdeu por 1 a 0 para o Athletico/PR e nem Cruzeiro nem Fluminense passaram do empate contra Bahia e Vasco, respectivamente. A situação poderia ser pior para o Alvinegro de Porangabuçu caso ao menos um dos três times tivesse vencido - o que faria a equipe cearense perde posição.

Já o Leão do Pici ficou no 2 a 2 com o Atlético/MG, no Castelão, com gol aos 41 minutos do segundo tempo, e deixou escapar dois pontos que deixariam a equipe em situação bastante tranquila na tabela, além de deixar o adversário em situação ainda mais complicada na classificação.

Mas o ponto não pode ser desprezado. O Tricolor chegou aos 36 e manteve cinco de distância para o Fluminense, primeiro time na zona de rebaixamento, exatamente pelo fato que nenhum concorrente direto venceu na rodada - além dos times já citados, o Botafogo, que está acima do Ceará e abaixo do Fortaleza, foi goleado pelo Santos por 4 a 1.

De acordo com estudo do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), especialista em estatísticas futebolísticas, os dois times seguem com boas chances de permanência. O Tricolor tem somente 5,9% de probabilidade de rebaixamento, enquanto o Alvinegro tem 21.3%.

Na conta para alcançar 45 pontos, que é considerado o "número mágico" para escapar da degola, o Tricolor precisa de mais três vitórias, enquanto o Alvinegro necessita de mais quatro triunfos nos oito jogos restantes.

Histórico favorável

O recente histórico pesa a favor das equipes cearenses, que chegam a esta altura da competição fora da zona de rebaixamento. Levantamento realizado pelo Diário do Nordeste aponta que, desde 2006 até o ano passado, quando o Brasileirão foi disputado no atual formato - pontos corridos com 20 clubes participantes - dos 52 times que terminaram a 30ª rodada no Z-4, somente 10 conseguiram escapar (Fluminense e Atlético/MG mais de uma vez).

Por consequência, 10 clubes que estavam fora da zona da degola nesta altura entraram e foram rebaixados à Série B do ano seguinte. Um deles foi o próprio Ceará, em 2011. Naquela ocasião, o Vovô assinalou apenas sete pontos na reta decisiva da competição e caiu, mesmo tendo bom time e com boa campanha na maior parte do campeonato.

Em 11 de 13 edições da Série A desde 2006, três das quatro equipes que estavam na zona de rebaixamento nesta 30ª rodada foram rebaixadas e nunca três times que estavam no Z-4, nesta rodada, escaparam juntos - o que aponta um cenário de improvável fuga de Fluminense, CSA e Chapecoense, considerando que o Avaí já está virtualmente rebaixado.

A rodada seguinte, inclusive, pode praticamente decretar a queda do Avaí, além de complicar também ainda mais a situação da Chapecoense. Se os dois times catarinenses perderem para Santos e Bahia, respectivamente, deixarão apenas duas vagas em aberto para o rebaixamento.

Clássico-Rei decisivo

Esta semana começa com uma preparação diferente tanto no Pici como em Porangabuçu. Afinal de contas, no domingo (10) tem Clássico-Rei, que será extremamente decisivo para ambos, principalmente dependendo do que acontecer na rodada do meio de semana, que começa amanhã.

Pelo contexto, o Ceará tem grande necessidade de vitória na quinta-feira (7), contra o Internacional, na Arena Castelão. Triunfo deixa o Vovô novamente mais confortável. Já o Fortaleza, obviamente, também precisa vencer o Corinthians, amanhã, mas a margem para o Z-4 faz com que uma possível derrota não seja tão prejudicial.

Mas em uma rodada tudo isso pode mudar. Certo é que ambos chegarão ao duelo de domingo com pressão inerente pelo clássico, grande necessidade de triunfo para obtenção de tranquilidade e também para deixar o rival em situação mais complicada para os jogos derradeiros. A reta final é agora e a semana de Clássico-Rei já começou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.