DROGARIA ECONOMICA
Unicef
Terra Querida
OPERAÇÃO FAROESTE

Desembargadora da Bahia, presa por formação de quadrilha e venda de sentença está preocupada com conteúdo de celular

.

29/11/2019 23h56
Por: Redação
Fonte: 100noticias.com.br
113

A desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, presa hoje na Operação Faroeste, ligou para funcionários do Tribunal de Justiça da Bahia para saber se um celular apreendido pela Polícia Federal teve o conteúdo apagado.

Suspeita de participar de esquema de venda de sentenças para grileiros do oeste baiano, Maria do Socorro foi afastada na semana passada, na primeira fase da operação.

A ligação para os funcionários ocorreu depois, quando ela estava proibida de qualquer comunicação com eles e de utilizar qualquer serviço do tribunal.

Para a Polícia Federal, o contato era uma aparente tentativa de destruir provas.

Para fazer a ligação telefônica, ela usou um celular de seu genro, Márcio Duarte Miranda, advogado investigado no mesmo esquema.

O TELEFONE DELE ESTAVA INTERCEPTADO

Relator da investigação no STJ, o ministro Og Fernandes mandou hoje realizar novas buscas, para a PF apreender outros celulares que ela tenha utilizado.

Leia também: policia-federal-prende-a-desembargadora-maria-do-socorro-ex-presidente-do-tj-da-bahia

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.