Segunda, 10 de Agosto de 2020
(89)981305731
Esportes Vitória e reencontro

Flamengo espera espantar a 'zebra' e chegar à final do Mundial

Com uma base europeia, o Flamengo enfrenta nesta terça, o Al-Hilal, da Arábia Saudita, às 14h30, pela semifinal, carregando todos os sonhos da nação rubro-negra; vitória pode significar o reencontro com o Liverpool na decisão

17/12/2019 07h34 Atualizada há 8 meses
126
Por: Leonardo Soares Fonte: Diário do Nordeste
Flamengo espera espantar a 'zebra' e chegar à final do Mundial

O Flamengo, campeão da Copa Libertadores, estreia hoje no Mundial de Clubes no Catar contra o Al-Hilal da Arábia Saudita, em busca de um título mundial que conseguiu pela última vez em 1981, com outro formado de competição. Naquela ocasião, o adversário foi o Liverpool, mesma equipe que o time comandado pelo português Jorge Jesus poderá enfrentar na final, se os 'Reds' vencerem na quarta-feira o Monterrey do México."Falam de possível confronto com o Liverpool mas precisamos de concentração para o primeiro jogo. Não me interessa nada além disso", afirmou o veterano técnico português.

De fato, o time carioca terá antes que derrotar o campeão da Liga dos Campeões da Ásia, o Al-Hilal que disputa pela primeira vez um Mundial de Clubes, e que acaba de vencer por 1 a 0 o campeão africano Espérance da Tunísia nas quartas de final.

"Já aconteceu com outras equipes sul-americanas que vieram e perderam nas semifinais, então nós damos prioridade máxima a esta partida. Vamos pensar na final, se avançarmos", alertou na mesma linha de prudência o ex-lateral do Atlético de Madrid, Filipe Luís em entrevista para a Fifa. Realmente a semifinal é um momento traiçoeiro da competição. Nos últimos anos, vários clubes brasileiros não conseguiram passar por essa antessala. São os casos do Internacional e do Atlético-MG. No ano passado, o River Plate caiu diante do Al Ain.

Mas o Flamengo possui um antídoto importante para eventuais momentos críticos no jogo: a experiência europeia. Rafinha e Filipe Luís fizeram suas carreiras praticamente inteiras no Velho Continente. Além dos laterais, Diego Alves e Diego Ribas e o espanhol Pablo Marí, Gerson, Bruno Henrique e Gabriel também estiveram em terras estrangeiras.

Ano dos sonhos

O Flamengo ganhou o direito de participar da competição no Catar em novembro passado ao derrotar na final da Libertadores em Lima o River Plate por 2 a 1 garantindo assim seu segundo título no torneio de maior prestígio da América do Sul após a edição de 1981, que antecedeu o Mundial Interclubes daquele mesmo ano.

Depois de também vencer o Campeonato Brasileiro, o time rubro-negro quer fechar o ano dos sonhos com um novo título que lhe permitirá entrar no grupo exclusivo de clubes brasileiros que foram coroados neste formato do Mundial de Clubes: Corinthians (2000 e 2012), São Paulo (2005) e Internacional de Porto Alegre (2006). Esses quatro clubes são os únicos não europeus a terem levantado o troféu.

No Estádio Internacional Khalifa (às 14h30 pelo horário de Brasília), Jorge Jesus poderá contar com todo seu elenco. Para o técnico o duelo será especial já que o português teve uma breve passagem pelo clube saudita em 2018 e início de 2019.

"Nosso técnico os treinou antes. Ele começou a armar a equipe, então ele sabe bem como eles jogam. Estamos muito preparados para esta partida", afirmou Filipe Luís.

Importância

Campeão da Copa Libertadores, o Flamengo chega sob grande expectativa para o Mundial de Clubes, especialmente para uma eventual decisão com o Liverpool. Esse cenário pressiona o time a confirmar o seu favoritismo no duelo com o Al-Hilal. O técnico Jorge Jesus destacou, porém, que o clima de expectativa e a necessidade de lidar com a pressão se dão pelo êxito esportivo do time, que também venceu o Campeonato Brasileiro nesta temporada. E isso lhe traz satisfação.

"É um ano de pressão, mas muito mais de satisfação. E é isso que vamos tentar passar no nosso jogo. É um prazer, uma alegria, vamos tentar ganhar. Essa pressão é sinônimo do sucesso. Quem não quer? Quero viver toda minha vida com essa pressão", disse.

Jesus, porém, evitou por diversas vezes realizar comentários sobre o Liverpool, que na quarta-feira fará a outra semifinal do Mundial contra o mexicano Monterrey. O treinador fez elogios ao Al-Hilal, prevendo um duelo complicado para o Flamengo nesta terça. "No Brasil, fala-se muito do Liverpool e esquecem que temos um jogo antes. Esquecem por ser um time saudita, não ser da Europa, não sendo muito valorizado", afirmou.

A edição de 2019 do Mundial é a penúltima a ser disputada por sete clubes, pois a Fifa vai alterar o formato de disputa da competição a partir de 2021, com a participação de 24 times, além da periodicidade, sendo realizado de quatro em quatro anos. Até por isso, Jesus avaliou que a competição será cada vez mais valorizada. "Esse Mundial de Clubes cada vez terá mais importância na história de quem ganhar. Cada vez será mais difícil. Antigamente, era um jogo, agora não é assim, e em dois anos será com 24 clubes. Será cada vez mais difícil".

Jesus também comentou sobre o reencontro com o Al-Hilal, último clube dirigido por ele antes de assumir o Flamengo. E embora esteja focado em seu trabalho no time carioca, o treinador português admitiu que será especial reencontrar seus ex-jogadores.

"Ajudei o Al-Hilal a formar essa equipe. Hoje, não tenho nada a ver com o Al-Hilal, a não ser o carinho dos jogadores. Um deles é o Gomis. E como é o destino. Falamos que iríamos nos encontrar no futebol e nos encontramos", comentou.

Reencontros

Mas outro que também vai se reencontrar com seus ex-companheiros é o colombiano Gustavo Cuéllar, que participou até as quartas de final da campanha vitoriosa do Flamengo na Libertadores e que agora joga no Al-Hilal ao lado de vários jogadores sul-americanos.

O volante forma um talentoso meio de campo ao lado do brasileiro Carlos Eduardo e com o peruano André Carrillo armando as jogadas ofensivas.

Carrillo foi eleito o melhor jogador do duelo de estreia contra o Espérance, embora o autor do gol da vitória tenha sido o veterano atacante francês Bafétimbi Gomis, que havia entrado em campo apenas oito minutos antes.

Esporte
Sobre Esporte
noticias e informações do esporte
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (11/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Quarta (12/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Ele1 - Criar site de notícias