Unicef
Terra Querida
RONALDINHO

Ronaldinho preso: carpintaria, mensagens, voos para o Rio 'de cabeça' e Barcelona como destino

.

17/03/2020 22h01
Por: Redação
Fonte: 100noticias.com.br
164
Dália López acompanhou Ronaldinho Gaúcho em sua chegada ao Paraguai Getty
Dália López acompanhou Ronaldinho Gaúcho em sua chegada ao Paraguai Getty

Desde o último 5 de março, Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis estão presos na Agrupación Especializada, um centro penitenciário de segurança máxima da polícia em Assunção, no Paraguai, onde passam um dos piores momentos de suas vidas.Com informações do espn.com.br/

Acusado de entrar no país com um passaporte falso, Ronaldinho é “amado” entre os detentos, asseguram à ESPN. Acomodados em uma discreta e incômoda habitação do módulo 2 do centro, o ex-jogador trata de viver as horas da melhor maneira possível, esperando que tudo se resolva para poder voltar ao Brasil.

Sua atividade diária se divide entre o futebol que pratica com presos e funcionários, além de aparecer, segundo soube a reportagem, a um curso de carpintaria, hobby que serve para Ronaldinho ter a mente ocupada e não pensar em mais nada.

No próximo sábado, o pentacampeão mundial cumprirá 40 anos, e muitos de seus amigos não poderão felicita-lo como ele teria desejado ou sempre tenha sonhado. Na prisão, Ronaldinho está “tranquilo’, ainda que lhe falte um dos grandes pilares de sua vida, a música.

“Não pode tocar nenhum instrumento, mas acredito que pela sua cabeça não deixam de brotar melodias para as próximas composições”, disse à ESPN pessoas que conhecem o ex-jogador. “Joga o futebol no dia-a-dia e ensina seus companheiros de pátio alguns truques com a bola”.

“Desde um primeiro momento quis se integrar com os detentos e logo conseguiu, já que é um ídolo para muitos deles, que lhe pedem autógrafos nos bonés, camisetas e sapatos”, contou.

Há uns dias, o diretor da carceragem, Blas Vera, garantiu que Ronaldinho e seu irmão “estão tendo certos privilégios”. E assim parece ser. Eles compartilham banheiro com os presos durante a noite, ainda que ambos descansem no mesmo quarto com televisão e ar-condicionado. Além disso, Ronaldinho pode manter contato telefônico com pessoas de fora da prisão.

“Fala com sua mãe todos os dias à noite”, soube a reportagem. Dona Miguelina espera no Brasil para que acabe o drama e possa abraçar os dois filhos. “Ela é a grande preocupação de Ronaldinho”, completaram fontes.

O entorno do ex-jogador quer acreditar que o pesadelo está perto de acabar e que basicamente “é um tema político” o que mantém a situação travada.

Todos os olhos buscam Dalia López, em paradeiro desconhecido, que foi a pessoa encarregada de entregar os passaportes falsificados a Ronaldinho e Assis em sua chegada a Assunção.

Há que salientar-se que desde que a polícia paraguaia começou a investigação, já foram presas 14 pessoas, entre as quais está Wilmondes Sousa Lira, o empresário que os levou a Assunção, assim como Isabel Galloso e Esperanza Apolonia, integrantes da trama. Também foi descoberto Alexis Penayo, diretor geral de migração paraguaia e que se demitiu do cargo.

Sonho com Barcelona

Ronaldinho tinha previsto chegar nos próximos dias a Barcelona, junto depois de celebrar seu aniversário. Em Castelldefels, cidade das mansões na região catalã, lhe seguem aguardando com os braços abertos à espera de que tudo se solucione logo.

No começo de fevereiro, o craque esteve em Barcelona: viajou à capital catalã com o fim de rodar umas entrevistas para um documentário sobre sua vida que estão dirigindo os ingleses Stuart e Andrew Douglas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.