Unicef
Terra Querida
Quebrando o Jejum

Basílio recorda 1º gol pelo Corinthians e elege seus ídolos no clube

Campeonato Paulista de 1977,Basílio,Zé maria e Wladimir estavam no elenco

Esporte

Esportenoticias e informações do esporte

23/03/2020 09h45Atualizado há 5 dias
Por: Leonardo Soares
Fonte: Gazeta Esportiva
72

O dia 22 de março é uma data especial para Basílio, ídolo da história do Corinthians. O seu primeiro gol com a camisa alvinegra, anotado pelo Campeonato Paulista de 1975, completa 45 anos neste domingo. Em entrevista ao site oficial do clube, o ex-jogador relembrou esse momento marcante.

“Foi uma das coisas mais emocionantes que eu senti na vida. Um atleta sente emoções diferentes a cada gol marcado, mas aquele primeiro gol com a camisa do Corinthians, contra o Comercial, no Pacaembu, em um sábado à noite, eu não esqueço até hoje. São emoções que só a gente sabe, a de marcar um gol com a camisa do Corinthians”

Apesar de considerar este como o mais importante de sua carreira, outro gol de Basílio entrou na história do Timão. Foi ele o responsável por marcar o gol do título do Campeonato Paulista de 1977, contra a Ponte Preta, que quebrou um jejum de 23 anos.

A relação de Basílio com o Corinthians vem desde criança, quando ele já era torcedor do clube. O ex-jogador revelou quem era a sua grande referência e quais são seus grandes ídolos na história alvinegra.

“São tantos, mas eu vou falar daquele que me inspirou quando eu era garoto e eu tentava jogar o futebol que ele apresentava: o Nei, centroavante, pai do Dinei. Ele era meu ídolo mesmo. Eu tentava fazer aquilo que o Nei fazia. Se me perguntarem hoje de todos aqueles que eu vi jogar o meu ídolo seria o Zé Maria. Para mim, o Zé e o Wladimir são os dois ídolos que eu tenho na minha cabeça até hoje por eu ter jogado com eles e também por saber como a carreira deles foi linda e maravilhosa”

Para finalizar, Basílio se derreteu pelo Corinthians, e não deixou de agradecer à Fiel Torcida pelo carinho que recebe até hoje.

“Eu devo muito ao Sport Club Corinthians Paulista, que é maior que todos. Esse símbolo me faz sempre me emocionar. Ele é muito importante e eu sei o que é jogar com essa camisa e ser corintiano. Quero agradecer eternamente ao clube, mas também a essa nação. Até hoje me param na rua para me cumprimentar, tirar foto e conversar comigo e educadamente me prestigiar e valorizar tudo aquilo que fiz com a camisa do Corinthians. Gratidão eterna por tudo que o clube fez para mim e para a minha família”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.