Segunda, 18 de Outubro de 2021
°

-

Brasil Piauí

Governadores assinam nota e explicam que aumento da gasolina não é culpa dos estados

No Piauí, a porcentagem do ICMS que incide sobre a gasolina se mantém o mesmo valor desde 2017, correspondendo a 30% do valor final no produto.

21/09/2021 às 12h57 Atualizada em 21/09/2021 às 13h03
Por: Redação Fonte: Secom Piauí
Compartilhe:

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, assinou juntamente com os demais governadores dos Estados do Brasil, uma nota que tem por objetivo prestar esclarecimentos à população com relação a escaladas de preços da gasolina no país.

Segundo a nota, o preço do combustível subiu em média 40% em 12 meses, mesmo não havendo aumento no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, imposto cobrado pelos estados da Federação. Sendo uma prova que o problema é nacional e não dos estados.

No Piauí, a porcentagem do ICMS que incide sobre a gasolina se mantém o mesmo valor desde 2017, correspondendo a 30% do valor final no produto. Para o governador Wellington Dias, os governadores e gestores dos municípios estão preocupados com o aumento dos preços. “Estamos todos preocupados com a escalada dos preços, não somente com relação ao combustível. Queremos uma solução, queremos ajudar, mas precisamos em primeiro lugar estabelecer a verdade”, declara o governador.

Assinam a nota os governadores Rui Costa (BA), Cláudio Castro (RJ), Flávio Dino (MA), Helder Barbalho (PA), Paulo Câmara (PE), João Doria (SP), Romeu Zema (MG), Ronaldo Caiado (GO), Mauro Mendes (MT), Eduardo Leite (RS), Camilo Santana (CE), João Azevêdo (PB), Renato Casagrande (ES), Wellington Dias (PI), Fátima Bezerra (RN), Renan Filho (AL), Belivaldo Chagas (SE), Reinaldo Azambuja (MS), Ibaneis Rocha (DF) e Waldez Góes (AP).
“Falar a verdade é o primeiro passo para resolver um problema”, assim encerram a nota que você confere na integranota governadores combustivel.

Ele1 - Criar site de notícias