Sexta, 21 de Janeiro de 2022
Brasil Rio Grande do Norte

Fórum Estadual de Energia e Sustentabilidade discute o potencial do RN

Governadora destacou êxito da missão na Dinamarca e necessidade de atualizar a legislação do setor de energias renováveis.

02/12/2021 às 13h33 Atualizada em 02/12/2021 às 13h38
Por: Redação Fonte: Secom Rio Grande do Norte
Compartilhe:
RN tem cinco projetos de parques e?licos offshore em processo de licenciamento

 

O Fórum Estadual de Energia e Sustentabilidade do Rio Grande do Norte chegou à sexta edição, reunindo empresários para discutir o tema, além de apresentar o panorama do setor. O evento é realizado nesta quinta-feira (2), no Centro de convenções de Natal, a partir de uma parceria entre Centro Estadual de Recursos Naturais e Energia (Cerne), Grupo de Líderes Empresariais do RN (Lide RN) e Governo.

Na abertura, a governadora Fátima Bezerra destacou o êxito da recente missão internacional, em que esteve na Dinamarca para tratar de novos investimentos para o estado.

“Voltei com muito otimismo. E não é o otimismo ingênuo. É com base na realidade. Porque cheguei convencida que o Rio Grande do Norte está posicionado pra assumir um novo ciclo de protagonismo no campo das energias renováveis”, disse ao citar, entre outras novidades, que a empresa Vestas vai participar do estudo coordenado pela UFRN para instalação de porto indústria offshore, e ainda investimento da European Energy, na ordem de R$ 2 bilhões.

A governadora destacou que o RN possui 5 projetos de parques eólicos offshore em processo de licenciamento junto ao Ibama e possivelmente será o primeiro ente a ter um empreendimento desse tipo.

Além disso, falou sobre a necessidade de criar uma legislação justa, lembrando da atuação do senador potiguar Jean Paul na área, que no momento estava representado pelo coordenador político do mandato, Paulo Henrique de Macedo.

“Nesse debate é muito importante estarmos atentos. Não podemos abrir mão de recompensa tributária aos estados. Não é razoável, não é adequado não ter legislação. Não é justo do ponto de vista social e do ponto de vista ambiental”, disse, acompanhada do secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado.

Os presidentes do Cerne e do Lide RN, Darlan Santos e Jean Valério, abriram a cerimônia reforçando a importância de se engajar nesse tema, sobretudo no estado, que tem grande potencial energético.

O presidente da Fiern, Amaro Sales se referiu ao RN como “heróis da resistência” e elogiou a atuação do Idema. “O Rio Grande do Norte tem que dormir e acordar pensando em energia, porque no mundo inteiro só se fala nisso. Estive em Dubai e só se fala em energia; estive em são Paulo e só se fala em energia. Quando poderíamos pensar que faltaria energia na China?”, alertou, apontando para a alta produção potiguar.

O superintendente da Cosern, Júlio Giraldi, destacou que a empresa não se limita à distribuição de energia, mas está presente também na geração. “O primeiro parque eólico do estado foi iniciativa da Cosern em 2006, em Rio do Fogo”, lembrou.

Enquanto isso, Emerson da Cunha Batista, representante regional do Senai/ISI destacou a relevância desse tipo de evento e da captação de investimentos, especialmente em um momento de elevadas taxas de desemprego.

O evento continua sendo realizado no Centro de Convenções durante esta sexta, com exposições que trazem um balanço do setor e premiação a personalidades que mais se destacaram.

 

Ele1 - Criar site de notícias