Geral APOIO

Profissionais da assistência social dão continuidade no atendimento às famílias vítimas de enchentes no RS

Equipe, composta por assistentes sociais e um profissional da área de recursos humanos, permanece em atendimento até a quinta-feira

11/06/2024 às 16h21
Por: Redação Fonte: Secom Pará
Compartilhe:

Cinco profissionais da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) estão no Rio Grande do Sul para auxiliar as ações de acolhimento às vítimas das enchentes ocorridas na região. A equipe, composta por assistentes sociais e um profissional da área de recursos humanos, permanece em atendimento até a próxima quinta-feira, 13.

As atividades, concentradas no município de Canoas, vão desde o apoio técnico às gestões municipais até o suporte com questões administrativas e esclarecimento de dúvidas em relação aos programas sociais e algumas legislações.

Ao longo desses 15 dias em que a equipe está na região também foi observada a necessidade de visitar e dar suporte em abrigos provisórios. Ali, os profissionais atuam com o cadastramento de famílias a partir da escuta e do atendimento individualizado.

Riane Reis é assistente social da Seaster e tem coordenado as atividades. “Nós realizamos alguns trabalhos na Ulbra (Universidade que comportou, até o momento, o maior abrigo provisório), onde prestamos apoio a partir do cadastro único para garantir direitos à população e orientar sobre os benefícios do Governo Federal. Agora nós estamos em outra frente de trabalho, visitando outros espaços de acolhimento para acompanhar esse processo de gestão local, ver como está o atendimento e ir identificando as diversas fragilidades. Há alguns espaços com atividades estabelecidas, com mais regras, rotina, porém há também outros com casos de situações mais graves, com população idosa, pessoas com deficiência, situações que exigem uma escuta minuciosa. Nosso objetivo é repassar orientações específicas, sugestões para a gestão de assistência social e dar continuidade nesse processo de construção”, destacou.

Essa primeira atuação dos profissionais da assistência social se encerra, de forma presencial, no próximo dia 13 de junho, mas se mantém de forma on-line, com atendimento psicológico prestado por profissionais da Seaster para trabalhadores que compõem a força-tarefa.

Ele1 - Criar site de notícias